Medição do Ruído 3M

Avalie o ruído com um programa de conservação auditiva

A medição do ruído é uma parte fundamental do Programa de Conservação Auditiva. Os resultados do estudo de ruído são a referência para tomar decisões sobre a redução de riscos e medidas protetoras.

Precisamos de um Programa de Conservação Auditiva?

  • Soluções de Deteção 3M

    Se os trabalhadores da sua empresa trabalham em áreas ruidosas, comece por fazer um inquérito de som (ou ruído). 

    A Diretiva Europeia 2003/10/CE sobre Agentes Físicos (Ruído) destaca a obrigação dos empregadores de proteger os trabalhadores contra os riscos da exposição ao ruído. A Diretiva define três valores de exposição diferentes.

    Valor Mínimo de Exposição (LEAV) LEX,8h = Pico 80dB(A) e 135dB(C)
    Valor Máximo de Exposição (UEAV)LEX,8h = Pico 85dB(A) e 137dB(C)
    Valor Limite (LV) LEX,8h = Pico 87dB(A) e 140dB(C)

    Dependendo do nível de risco envolvido, os empregadores são obrigados a tomar medidas para reduzir o risco de exposição ao ruído. A proteção auditiva deve ser disponibilizada aos trabalhadores com Valor Mínimo de Exposição e rigorosamente aplicada aos trabalhadores com Valor Máximo de Exposição.

    O papel de protetores auditivos é claramente definido no contexto do alcance do Valor Limite.

    Os estudos de ruído podem ser simples ou complexos e devem ser orientados por alguém com competência, por exemplo alguém da equipa de saúde e segurança, ou por um consultor. Há muitos tipos de instrumentos de medição do ruído disponíveis dependendo do tipo de ruído e do objetivo da pesquisa.

    Medir o ruído para responder às perguntas principais
     

    • O Programa de Conservação Auditiva é necessário?
    • Podemos controlar o ruído?
    • Quanta proteção auditiva precisamos?

    Algumas indicações de que o ruído pode ser um problema no seu local de trabalho
     

    • Os trabalhadores ouvem campainhas ou zumbidos nos ouvidos após exposição a sons altos
    • O barulho é tão alto que os trabalhadores têm de gritar para se fazer ouvir por um colega a uma distância de aproximadamente 2 metros
    • Os trabalhadores notam perda temporária da capacidade auditiva ao deixar o local de trabalho

Conclusões Principais

    • Normalmente, ao atingir um Valor Máximo de Exposição, ou, nalguns casos, o Valor Mínimo de Exposição é acionado um Programa de Conservação Auditiva. Verifique a regulamentação nacional aplicável para mais informações.
    • A Monitorização da Área é um bom ponto de partida.
    • A Monitorização Pessoal (exposição ao ruído de um trabalhador individual) é necessária no caso de trabalhadores com grande mobilidade e de níveis de ruído com variação considerável.
    • Poderão ser necessárias medições de ruído detalhadas com análise por bandas de oitava para desenvolvimento de soluções de controlo de ruído.
    • Nível de ação (AL)
    • Dose         
    • Dosímetro         
    • Taxa de câmbio     
    • Análise por Bandas de Oitava       
    • Valores de Exposição e Valores Limite     
    • Pesquisas de Som (Ruído)
    • Sonómetro
    • Média Ponderada no Tempo
    • Ponderação

Introdução às Pesquisas de Som

  • Soluções de Deteção 3M

    Passo 1. Faça uma pesquisa de apresentação
    A pesquisa de apresentação ou de 'triagem' pesquisa pode ser o primeiro passo para identificar áreas ruidosas de alto risco. A sua finalidade é identificar onde se encontram os ruídos perigosos. Se os níveis de ruído medidos forem 80 dB(A) ou mais, podem ser necessárias mais medições para avaliar o risco de exposição.

    Passo 2. Realizar pesquisas do nível sonoro em áreas ruidosas
    Uma pesquisa do nível sonoro é um método sistemático para medir os níveis de pressão sonora de tarefas ou equipamentos específicos, numa área ou perto de uma pessoa. Os Tipos de Pesquisas de Nível Sonoro incluem:
     

    • Pesquisa básica: ajuda o empregador a quantificar o ambiente de ruído, criar mapas de ruído dos níveis sonoros da área e determinar se é necessária uma pesquisa mais abrangente. Os resultados podem ser usados para criar um plano de amostragem; uma estimativa de quantas amostras têm de ser recolhidas para avaliar com precisão os níveis de ruído para cada área ou função.
    • Pesquisa extensiva: envolve a recolha de informações detalhadas sobre tarefas específicas da função, áreas ou equipamento. Os resultados são úteis para determinar as exposições do trabalhador ao ruído, fazer atribuições de proteção auditiva e identificar quem está dentro ou fora do Programa de Conservação Auditiva.
    • Pesquisa de controlo de ruído: concentra-se na identificação e priorização de opções para reduzir os riscos de ruído através de controlos administrativos ou de engenharia.

    Passo 3. Criar um plano de amostragem de ruído
    Os resultados da pesquisa do nível sonoro básico e as suas observações de oscilação do ruído durante o dia de trabalho podem ajudá-lo a planear as medidas que devem ser tomadas a fim de avaliar rigorosamente as exposições de ruído em cada área e para cada função. Geralmente, são necessárias mais amostras quando os resultados do estudo de referência estiverem perto do nível de exposição permitido para o ruído e quando a variabilidade dos resultados do estudo de ruído for alta. Poderão ser necessárias menos amostras se os níveis sonoros das suas pesquisas estiverem muito abaixo do nível permitido e forem menos variáveis.
    Consulte a regulamentação nacional aplicável para orientações sobre avaliação do risco e necessidades de amostragem.

    Passo 4. Monitorizar a exposição dos trabalhadores ao ruído
    A medição da exposição dos trabalhadores ao ruído requer o cálculo dos níveis sonoros ao longo do tempo. A monitorização da exposição ao ruído é frequentemente incluída como parte de uma ampla pesquisa de som. O objetivo da monitorização da exposição ao ruído é determinar a média ponderada de 8 horas LEX, a exposição de 8h ou a dose de ruído acumulado de um trabalhador, durante o turno de trabalho (dose de ruído pessoal). Também é utilizado para avaliar o modo como o ruído varia ao longo do tempo, de acordo com as tarefas da função.


webLoaded = "false"

Introdução aos Instrumentos de Medição Acústica

Mais Informações Sobre Instrumentos de Exposição ao Ruído

Os Instrumentos de Medição Acústica devem ser resistentes e fiáveis e incluir um sistema de software capaz de detetar, medir, avaliar e reportar todos os perigos de segurança ocupacional e ambiental.

Os sonómetros avaliam os níveis de pressão sonora em tempo real. São necessários, pelo menos, um aparelho de medição geral (microfone tipo 2) e definições específicas do instrumento para inquéritos de som ocupacional. Os sonómetros podem ser básicos ou ter funcionalidades e capacidades avançadas. 

  • Medir e apresentar o nível sonoro em tempo real. Não calculam nem armazenar resultados.

  • Para além de medir e apresentar níveis sonoros, os sonómetros avançados podem calcular ou integrar níveis sonoros ao longo do tempo. Esta função é importante, porque o risco de perda auditiva e os limites de exposição ao ruído assentam em níveis sonoros médios avaliados. Estes dispositivos também podem ter filtros especiais para medir o ruído de impulso/impacto ou filtros por bandas de oitava para dividir o espectro sonoro em segmentos menores.

  • O dosímetro de ruído pessoal é um dispositivos portátil utilizado pelos trabalhadores por longos períodos de tempo durante o turno de trabalho. No final do período de amostragem, este instrumento calcula automaticamente a média ponderada no tempo, a dose de ruído e outras métricas importantes. É prática comum dos empregadores usar amostragem pessoal representativa se os trabalhadores mudarem de local frequentemente e/ou se os níveis de ruído forem variáveis.

  • Todos os instrumentos de medição sonora devem ser calibrados rotineiramente. É aconselhável que os instrumentos sejam calibrados anualmente pelo fabricante ou por terceiros acreditados para garantir o rigor do dispositivo de medição. De cada vez que um instrumento de medição sonora é utilizado, deve ser verificado com um calibrador acústico, desenhado para esse instrumento. A leitura do nível sonoro deve ser a mesma no início e no fim de cada período de medição.

  • Os instrumentos de medição de ruído são classificados por Tipo ou Classe de acordo com a precisão dos microfones. Os instrumentos de utilização geral do Tipo 2 (classe 2) são desenhados com uma precisão de + /-2 dB. Para a maioria das medições de ruído do programa de conservação auditiva, é considerado adequado um instrumento do Tipo 2. Os técnicos poderão utilizar um instrumento mais preciso, de Tipo1, para realizar pesquisas detalhadas de controlo de ruído, o que geralmente não é necessário para pesquisas do nível sonoro básico.

  • Há muitas aplicações para telemóveis e tablets que podem ser utilizadas para medir o som. Estas aplicações podem ser úteis para explicar os níveis de som das instalações aos trabalhadores e demonstrar o modo como os níveis de som variam por área e tarefa. No entanto, os telemóveis e tablets não devem ser utilizados para realizar estudos de ruído como parte de um Programa de Conservação Auditiva ocupacional, salvo de for utilizado um microfone Tipo 2 e a calibração do dispositivo for verificada antes e depois de cada medição.


Definições do Instrumento de Medição Sonora

  • Medição Sonora 3M

    Os resultados de uma pesquisa do nível sonoro dependem das definições de medição utilizadas. Consulte os regulamentos locais para quaisquer requisitos específicos.
    Para efeitos de seleção de protetores auditivos adequados, são geralmente suficientes as medições do nível sonoro com filtros de ponderação A e C incorporados no seu dispositivo de medição. Estas medições podem disponibilizar informações valiosas sobre as características do ruído. Considere os exemplos seguintes.

    Exemplo 1: Quando a diferença entre o som ponderado C e o som ponderado A for inferior a 2 (LC – LA ≤ 2), o som é dominado por frequências altas/médias.

    Exemplo 2: Quando a diferença entre o som ponderado C e o som ponderado A for superior a 2 (LC – LA ≤ 2), o som é dominado por frequências médias/baixas. Quanto maior for a diferença, maior será o conteúdo de baixa frequência.

    Esta informação pode ser muito útil ao selecionar protetores auditivos para diferentes aplicações.

    Ponderação A
    Para conservação auditiva, é utilizada uma definição de filtro nos instrumentos de medição do nível sonoro, conhecida como ponderação A. Quando isto for feito, os sons incluídos na medição ficam limitados a uma gama de frequências de som a que os ouvidos humanos são mais sensíveis e o risco de danos auditivos é maior.

    Ponderação C
    O filtro de ponderação C é o que melhor corresponde à receção subjetiva de sons com níveis de pressão sonora elevados e é normalmente utilizado na medição de sons dominados por frequências baixas. Este filtro também é utilizado para medir o som do impulso de pico quando definido na resposta rápida.

    Resposta lenta
    A leitura de decibéis apresentada num sonómetro é uma média do nível de pressão sonora medido durante um certo tempo. Para conservação auditiva, é utilizada uma definição de resposta lenta, o que significa que o valor no visor é a média de 1 segundo que foi medida enquanto o instrumento estava ligado.


O Que É Necessário?

A Diretiva 2003/10/CE do Conselho Europeu não disponibiliza orientações específicas sobre a frequência de repetição das medições de ruído. Normalmente, a avaliação do risco (que pode incluir medição do ruído) é repetida sempre que houver uma mudança de processos, procedimentos ou tempo de exposição que pode levar a mudanças na exposição dos trabalhadores ao ruído. Muitas empresas preferem realizar pesquisas periódicas (anualmente ou de dois em dois anos) para garantir que todos os trabalhadores expostos são incluídos nos seus programas de conservação auditiva.

  • Exposição ao Ruído Ocupacional

    Requisitos principais da Diretiva 2003/10/CE do Conselho Europeu

    • O empregador deve avaliar e, se necessário, medir os níveis de ruído a que os trabalhadores estão expostos
    • A amostragem de medição de ruído deve ser representativas da exposição pessoal do trabalhador
    • A avaliação do risco e a medição do ruído deve ser realizada por um prestador de serviço/pessoa competente a intervalos adequados
  • Limite de Exposição Admissível
    • Ao realizar a avaliação do risco, deve ser dada especial atenção ao seguinte:

      • Nível, tipo e duração da exposição ao ruído – incluindo o ruído de impulso
      • Valores limite de exposição e valores de ação de exposição
      • Quaisquer efeitos sobre a saúde e segurança dos trabalhadores pertencentes a grupos de risco particularmente sensíveis
      • Informações sobre emissão de ruído e medidas de controlo
      • Disponibilidade de protetores auditivos adequados com atenuação adequad
      • A responsabilidade pela aplicação da utilização de protetores auditivos em áreas designadas assenta firmemente no empregador
    • A vigilância da saúde, incluindo controlos audiométricos, deve ser realizada quando a exposição do trabalhador ao ruído excede o valor máximo de exposição, e oferecida como medida preventiva aos trabalhadores cuja exposição excede o valor mínimo de exposição

Para Além do Básico

Transferir o Infográfico de Exposição ao Ruído*** (PDF, 167,21 KB)

Os empregadores podem escolher políticas pró-activas para melhor proteger os trabalhadores expostos. As melhores práticas para medição de ruído incluem:

  • Infográfico de Limites do Ruído Ocupacional 3M

    Reduza os Limites
    Alguns empregadores optaram por implementar limites de exposição abaixo do Valor Mínimo de Exposição como salvaguarda adicional para melhor proteger os trabalhadores contra a perda auditiva induzida por ruído.

    Planeie com Antecedência
    Mantenha os dados da medição sonora atualizados, repetindo as pesquisas a cada um ou dois anos, ou mais frequentemente se e quando houver mudanças de equipamento ou pessoas. Repita os estudos de ruído depois de implementar controlos técnicos. Calibre o equipamento de estudo de ruído anualmente. Proceda a verificações de calibração antes e depois de cada medição para verificar a fiabilidade dos instrumentos.

    Seja Rigoroso
    Colha amostras suficientes para garantir que as medições de ruído são representativas da exposição do trabalhador. Isto pode exigir uma abordagem estatística da amostragem. As áreas de documentos e as tarefas com níveis de ruído e/ou exposições inferiores a LEX8h - 80 dB(A) ou iguais ou superiores a LEX, 8h - 85 dB(A).

    Utilize os Seus Resultados
    Crie uma base de dados de registos do estudo de ruído que possam ser facilmente acedidos e preservados ao longo do tempo Reveja rotineiramente os resultados do estudo de ruído: identifique mudanças dos níveis de ruído ou funções que desencadeiem a necessidade de monitorização adicional.

    Obtenha Ajuda
    Considere a contratação de um especialista em ruído para orientação e pedidos de pesquisas detalhadas que ultrapassem a especialização do empregador. Envolva os trabalhadores na identificação dos problemas de ruído e respetivas soluções.

    *Infográfico de Exposição ao Ruído Copyright 3M 2017. Todos os direitos reservados


Já Considerou?

  • Variação da Exposição ao Ruído

    Qual a variação das exposições ao ruído?

    • Cada classificação de funções tem um valor médio ponderado dos níveis diários de exposição sonora atribuído?
    • Mediu todas as atividades barulhentas ocasionais ou sazonais?
    • Foram consideradas as mudanças de duração dos turnos de trabalho?
    • Está claro quais os trabalhos cuja inclusão NÃO é necessária no Programa de Conservação Auditiva?
  • Redução da Exposição ao Ruído

    Pode ser melhor?

    • Os limites de ruído inferiores podem ser adotados como política da empresa?
    • É possível utilizar os resultados do estudo de ruído para identificar projetos para controlo de ruído?
    • O ruído está a interferir com a capacidade de comunicação dos trabalhadores?
  • Proteção da Exposição ao Ruído

    Quem conhece o ruído?

    • Os trabalhadores conhecem as exposições ao ruído e sabem como se proteger?
    • Os resultados do estudo de ruído fazem parte dos registos do teste de audição?
    • A sinalização é afixada para alertar os trabalhadores da presença de áreas com níveis elevados de ruído e do fornecimento de protetores auditivos adequados?
    • Os trabalhadores sabem como e quando devem utilizar protetores auditivos como parte das medidas de controlo?

NOTA IMPORTANTE:

Esta informação assenta nos requisitos nacionais atuais selecionados. Os requisitos locais ou de outro país podem ser diferentes. Consulte sempre as instruções do utilizador e siga os regulamentos nacionais. Este Website contém uma visão geral de informações genéricas e não deve ser invocado para a tomada de decisões específicas. A leitura desta informação não garante proficiência em segurança e saúde. A informação é atual a partir da data de publicação, e os requisitos podem mudar no futuro. Estas informações não devem ser invocadas isoladamente, dado que o conteúdo é muitas vezes acompanhado por informações adicionais e/ou esclarecedoras. Todas as leis e regulamentos nacionais aplicáveis devem ser cumpridos.

Para mais informações, contacte o representante da 3M.

Siga-nos
Mudar localização
Portugal - português