webLoaded = "false" Loadclientside=No

Como funciona a adesão?

Para compreender melhor como é que um adesivo adere a uma superfície ou porque é que isso acontece, é importante perceber como é que os mecanismos de adesão funcionam. Há quatro métodos conhecidos para unir os adesivos e as fitas à superfície de um substrato.

webLoaded = "false"
  • A adesão química é o mecanismo de adesão mais forte e ocorre a nível molecular. Gráfico ilustrando a adesão química

    Adesão química

    A adesão química ocorre através do contacto molecular na superfície do substrato. Trata-se do mecanismo de adesão mais forte, onde a união é feita entre grupos funcionais no adesivo e os átomos/moléculas na superfície do substrato. Este mecanismo contribui para a resistência estrutural de muitos adesivos, tais como os epóxis de união de alumínio.

webLoaded = "false"
  • A interligação mecânica ocorre quando o adesivo flui para dentro dos poros na superfície do substrato. Gráfico demonstrando os efeitos dos fluxos de adesivo na interligação mecânica.

    Adesão por interligação mecânica

    A interligação mecânica ocorre quando o adesivo flui para dentro dos poros na superfície do substrato. A interligação fornece um impedimento físico à propagação da fissura na interface. Serve também para aumentar a área de superfície, aumentando o contacto total entre o adesivo e o substrato. Após a sua aplicação, os adesivos líquidos fluem prontamente para o substrato antes de secarem ou curarem. As fitas de união continuam a fluir lentamente ao longo do tempo, desenvolvendo a resistência à medida que isso acontece.

webLoaded = "false"
  • A adesão por difusão é comum em montagens com materiais de baixa energia superficial, difíceis de unir. Gráfico ilustrando o mecanismo de adesão por difusão.

    Adesão por difusão

    A difusão ocorre quando o polímero adesivo é capaz de penetrar e interligar-se com um substrato polimérico. É criada uma interface com cadeias poliméricas interligadas que unem o adesivo e o substrato. Este mecanismo é comum nas montagens com materiais de baixa energia superficial difíceis de unir, tais como polipropileno.

webLoaded = "false"
  • A adesão eletrostática é muito frequente nas aplicações de fitas. Gráfico ilustrando a adesão eletrostática da fita e do substrato.

    Adesão eletrostática

    A adesão eletrostática ocorre quando a superfície carregada do adesivo é atraída na direção do substrato com carga oposta, e é mais comum em aplicações de fitas. É o fenómeno observado frequentemente quando se aplica fita adesiva numa caixa ou para embrulhar um presente.


webLoaded = "false"
Siga-nos
Mudar localização
Portugal - português